DESPORTO Sem categoria Sansão Machava

Ferroviário da Beira é líder isolado do Moçambola 2016, a duas jornadas do fim

O Ferroviário da Beira é o novo líder isolado do Moçambola 2016, a duas jornadas do fim do campeonato

Os locomotivas do Chiveve receberam e venceram o Ferroviário de Nacala por 3 bolas a uma. Num jogo que teve um apenas um sentido.

Como era de se esperar, o Ferroviário da Beira entrou com tudo, partindo para cima do adversário, que teve poucos argumentos para travar o poderio dos locomotivas do Chiveve.

Dayo foi o primeiro a abrir o ativo no caldeirão do chiveve, após um corte incompleto da defensiva do Ferroviário do Nacala.

Após o golo, os comandados por Aleixo Fumo não baixaram as linhas, continuaram na mão de cima, atacando e pressionando o adversário assim que saia com a bola na sua pequena área. O que obrigou o Ferroviário de Nacala a fazer um jogo directo.

Antes do intervalo, o Ferroviário da Beira dilatou a vantagem para 2-0, através do capitão Maninho, após um disparate do guardião do Ferroviário de Nacala.

Com dois a zero, as três equipas recolheram-se aos balneários para o merecido descanso.

No reatamento da partida, a equipa da casa entrou como na primeira parte, os comandados por Aleixo Fumo na mão de cima. Assistiu-se um festival de falhanços.

No meio da Segunda parte, os Locomotivas de Nacala tentaram equilibrar a partida. Já conseguiam chegar a área adversária com alguma regularidade. E foi numa dessas incursões que conseguiu reduzir a desvantagem para 2-1. Mas os locomotivas do norte não tiveram muito tempo para celebrar o golo por que no minuto seguinte o inevitável Nelito, de calcanhar, fez o terceiro dos locomotivas do Chiveve.

Minutos depois o Caldeirão do Chiveve entrou em ebulição após o golo do Costa do Sol, que jogava contra o seu adversário directo, União Desportiva de Songo na capital moçambicana, Maputo.

Foi uma loucura total. Os adeptos do Ferroviário da Beira festejaram mais o golo do Costa do Sol do que os da sua equipa.

Importa referir, que durante a partida, o Ferroviário da Beira foi obrigado a fazer duas substituições forçadas, uma no intervalo, saída do Dayo e outra no decorrer da segunda parte, Babo saiu do campo inanimado, e perdeu dois dentes e teve que receber três pontos.

Na próxima jornada vai se realizar o jogo do ano em Songo. O mesmo pode decidir o título.

Um empate do Ferroviário da Beira é suficiente para que os locomotivas do Chiveve conquistem o seu primeiro título nacional. Mas uma vitória da União Desportiva do Songo vai adiar a decisão para última jornada do campeonato.

 

Sobre o autor | Website

Editor chefe do Moz Massoko, empreendedor digital, Trabalho também com marketing de afiliados, nos tempos livres gosto de aprofundar os meus conhecimentos sobre internet Marketing.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.