Renamo falta no diálogo político

Tal como o seu líder já havia prometido, a Delegação da Renamo não se fez presente ontem, segunda-feira, no Centro de Conferencia Joaquim Chissano, onde decorriam as negociações com o governo.

Fontes próximas do partido, garantiram a Moz Massoko que a Delegação da Renamo foi ordenado pelo seu líder, Afonso Dhlakama, a gazetar o encontro.

Segundo avançou a Rádio Moçambique (RM), o chefe da delegação do governo, José Pacheco, disse que a Renamo é um partido que não respeita a legislação moçambicana.

“Este caminho, que a Renamo está a tomar, surpreende-nos. Mas continuamos esperançados para que os nossos compatriotas filiados na Renamo possam estar alinhados com os mais altos interesses da Nação, para o progresso de Moçambique, e para o bem-estar dos moçambicanos”, disse Pacheco Citado pela RM.

Veja também:

“Paulo Machava não foi assassinado por falar demais” diz Muchanga

Castel Branco chora ao falar de Armando Guebuza

Afonso Dhlakama vai expulsar Governadores e Administradores

Pacheco explicou ainda que a delegação do governo decidiu comparecer na sede do diálogo pelo facto de não ter recebido nenhuma carta formal manifestando a indisponibilidade da Renamo de participar no encontro, mesmo depois das várias diligências feitas, como tem sido prática entre as partes.